A propósito de estrelas - 2020

Três anos depois do celebrado álbum "Rei Ninguém" (2017), o cantor e compositor Arthur Nogueira volta a apresentar não só novas canções próprias, como também parcerias inéditas. Depois de letras escritas por Fernanda Takai ("Pontal") e Zélia Duncan ("Dessas Manhãs Sem Amor"), sua música recebe agora a poesia de Adília Lopes. O single "A Propósito de Estrelas" — o primeiro poema de Adília musicado no Brasil — tem melodia criada pelo artista paraense a partir do poema homônimo da autora portuguesa. A faixa dá prosseguimento ao novo projeto autoral de Arthur Nogueira, que consiste em cinco canções inéditas realizadas com o Prêmio de Produção e Difusão Artística da Fundação Cultural do Pará (FCP).

 

Nascida em Lisboa, em 1960, Adília Lopes é um dos principais nomes da poesia contemporânea portuguesa. Dona de uma extensa obra, a autora é também famosa por sua reclusão. Como explica Adelaide Ivánova na introdução de "Um Jogo Bastante Perigoso" (1985), o primeiro livro de Adília, relançado no Brasil pela Editora Moinhos, a poeta não é "dada a auês, não faz lançamento dos seus livros, não vai a festivais, não participa de leituras, não tem conta no Facebook nem de e-mail". Ciente disso, Arthur Nogueira temeu que a canção pudesse não ser liberada para gravação. "Esse é um poema belo e importante para mim, e parecia um sonho impossível gravá-lo. Sondei com alguns amigos, poetas e artistas, e nenhum conhecia ou mantinha contato próximo com Adília. Escrevi então para a Assírio & Alvim, sua editora em Portugal, com uma demo. A resposta veio pouco tempo depois, assim: "a Adília Lopes ficou com um sorriso quando ouviu o que enviou e disse que sim."", celebra o compositor, cuja obra inclui músicas para versos de grandes poetas brasileiros, como Antonio Cicero e Eucanaã Ferraz, e estrangeiros, como Adonis (Síria) e Rose Ausländer (Ucrânia).

 

Assim como os anteriores, o single "A Propósito de Estrelas" foi gravado em Belém, sob a produção musical de STRR, pseudônimo de Mateus Estrela. "O STRR sugeriu que gravássemos o piano do Jacinto Kahwage a partir de uma levada da clássica TR-808, a primeira caixa de ritmos programável, da Roland. Quando ouvi o resultado, entendi como samba, então propus que a gente sampleasse também surdo e tamborim", conta Nogueira, que acaba de realizar a produção musical do álbum "Só", de Adriana Calcanhotto, com a colaboração de STRR e do músico Leo Chaves, que também participa do single, tocando baixo elétrico.

Release para a imprensa

2020

  • Preto Ícone Spotify
  • Preto Ícone Deezer
  • Preto Ícone YouTube
  • A Apple ícone social Música
  • Preto ícone Google Play
  • Preto Ícone Tidal

Ficha técnica:

Música: Arthur Nogueira.

Poema: Adília Lopes.

Produção musical: STRR.

Voz: Arthur Nogueira.

Baixo Elétrico: Leo Chaves.

Piano Elétrico: Jacinto Kahwage.

Sintetizadores e programações: STRR.
 

Gravado nos estúdios STRR Home Studio (Belém) e Midas Amazon Studio (Belém). 

Mixado e masterizado por STRR.

Capa por Pv Dias em releitura do "Icarus" (1944) de Henri Matisse.

  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone YouTube
  • Preto Ícone Instagram
  • Preto Ícone Twitter

contato@arthurnogueira.com
55 21 99337-2544